divulgação



Seminários PROURB: Gabriela Fauth

Do “modelo à marca Barcelona”: reflexões sobre novas vulnerabilidades e direito à cidade.

por Gabriela Fauth

Barcelona é um caso paradigmático dentro do urbanismo contemporâneo. As principais transformações urbanísticas da cidade foram realizadas dentro do chamado “modelo Barcelona”, conceito aclamado e criticado que entre seus êxitos e fracassos foi fortemente exportado como uma fórmula de transformação urbana. Os Jogos Olímpicos de 1992 são considerados um marco entre as duas fases do projeto. Entretanto, a grande repercussão internacional do conceito acabou gerando nos últimos anos o que hoje se denomina “marca Barcelona”. As consequências deste projeto sobre a paisagem, sobre a identidade e cultura local, e sobre a cidadania reflete um importante agravamento da vulnerabilidade sócio espacial sob a égide da lógica do mercado.

Dia 28/09/2016 – às 11:30 horas (Após a apresentação do Seminário Internacional Grandjean de Montigny e a missão artística de 1816), Sala Multiuso – 5º andar, PROURB/FAU/UFRJ

Gabriela Fauth é graduada em Direito pela UNIVALI (2004), Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Urbanismo, História e Arquitetura da Cidade pela UFSC (2008) e Doutora em Direito Público pela Universitat Rovira i Virgili, Tarragona, Espanha (2015). Atualmente, é bolsista de pós-doutorado da FAPERJ no PROURB, UFRJ. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Direito e Urbanismo (CNPq), sendo pesquisadora do Laboratório de Direito e Urbanismo (LADU) do PROURB/FAU/UFRJ. Atua nas áreas de Direito e Urbanismo, especialmente nos temas de Direito à cidade, Cidades standards, paisagem urbana, regularização fundiária e direitos difusos e coletivos.

 



Publicado em 26/09/2016