ensino



Seminário Teórico Avançado – Espaço e Movimento 2019-1
Disciplina Eletiva | Doutorado

Professores

Cristovão Fernandes Duarte


Resumo

A circulação urbana configura um movimento contínuo-descontínuo, envolvendo, simultaneamente, tempo e espaço. Trata-se de um movimento vital e intrínseco ao fenômeno urbano que, resultando das práticas sócio-espaciais cotidianas, participa do processo de constituição da vida urbana. Desta forma, a proposta deste Seminário Teórico Avançado é ampliar o foco sobre a circulação urbana, compreendendo, à luz da história da forma urbana, os seus modos de funcionamento no espaço.

A estratégia metodológica adotada pressupõe a possibilidade de identificar, através da análise das configurações espaciais assumidas pela cidade ao longo da história, a dialética estabelecida entre os fluxos e os fixos. Como dado último verificável da realidade urbana, a forma espacial da cidade fornecerá o ponto de partida para a investigação da circulação na cidade tradicional e na cidade moderna, bem como permitindo a construção de um referencial teórico, a partir do qual serão apresentadas as considerações relativas às possibilidades e limitações, concernentes à problemática da circulação na cidade contemporânea.

PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS:
As aulas terão uma primeira parte expositiva, a cargo do professor, seguida de seminários para o debate dos textos selecionados.

AVALIAÇÃO:
A avaliação considerará a participação do aluno nos debates em sala de aula e a qualidade do seu trabalho final. O trabalho final se compõe de um texto elaborado pelo aluno, a partir das leituras indicadas pelo professor.

STA Espaço e Movimento 2019-1


Bibliografia

CARLOS, Ana Fani Alessandri. Espaço-tempo na metrópole: a fragmentação da vida cotidiana. São Paulo: Contexto, 2001.

DUARTE, Cristovão Fernandes. Forma e movimento. Rio de Janeiro: Viana & Mosley: Ed. PROURB, 2006.

HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 1996.

JACOBS, Jane. Morte e vida de grandes cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

LEFEBVRE, H. La revolucion urbana. Madri: Alianza Editorial, 1972.

_________. O direito à cidade. São Paulo: Ed. Moraes, 1991.

_________. La production de l’espace. Paris: Ed. Anthropos, 2000.

MUMFORD, Lewis. A cidade na história: suas origens, transformações e perspectivas. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

ROSSI, Aldo, A arquitectura da cidade. Lisboa: Edições Cosmos, 1977.

SANTOS, Carlos Nelson Ferreira dos. A cidade como um jogo de cartas. Niterói: Universidade Federal Fluminense: EDUFF; São Paulo: Projeto Editores, 1988.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: espaço e tempo: razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1999.

SENNETT, Richard. O declínio do homem público: as tiranias da intimidade, São Paulo: Cia das Letras, 1988.

__________. La conciencia del ojo, Barcelona: Versal, 1991.

__________. Carne e Pedra. Rio de Janeiro: Record, 1997.

VASCONCELLOS, Eduardo Alcântara. Transporte urbano, espaço e eqüidade: análise das políticas públicas. São Paulo: Annablume, 2001.