ensino



Metodologia da Pesquisa II 2019-1 (FAU-804)
Disciplina Obrigatória | Doutorado

Professores

Denise B. Pinheiro Machado

Rosangela Lunardelli Cavallazzi


Resumo

OBJETIVOS

A disciplina Metodologia da Pesquisa II tem como objetivo aprofundar os conhecimentos sobre as noções básicas de epistemologia e ciência, compatíveis com o nível de doutorado. Propõe a reflexão sobre o estatuto epistemológico do Urbanismo, discutindo a origem, o desenvolvimento e o porvir da disciplina.

EMENTA

Noções básicas de epistemologia. Paradigmas. Objeto real, objeto científico. Teoria e método. O estatuto epistemológico do Urbanismo. Teorias e práticas em Urbanismo.

Metodologia da Pesquisa II 2019-1


Bibliografia

Ciência, epistemologia, trabalho de pesquisa (não exaustiva)

ARGAN, Giulio C. PROJET ET DESTIN – Art, Architecture, Urbanisme. Paris. Ed. de la Passion. 1993. (original 1964).

BACHELARD, Gaston. LA FORMATION DE L’ESPRIT SCIENTIFIQUE. Paris. Lib. Philo. J. Vrin. 1938. (existe edição em português).

BEAUD, Michel. A ARTE DA TESE. Rio de Janeiro. Bertrand Brasil. 1996.

BOURDIEU, Pierre. SCIENCE DE LA SCIENCE ET REFLEXIVITÉ. Paris. Raisons d´agir éditions. 2001.

DESCARTES, René. “Discurso do Método”. In: DESCARTES. Coleção “Os pensadores”. São Paulo. Ed. Abril. 1983.

ECO, Humberto. COMO SE FAZ UMA TESE. São Paulo. Ed. Perspectiva. (original: 1977).

FOUCAULT, Michel. AS PALAVRAS E AS COISAS – uma arqueologia das ciências humanas. São Paulo. Martins Fontes. 1995. 7°ed.

KUHN, Thomas. A ESTRUTURA DAS REVOLUÇÕES CIENTÍFICAS. Coleção Debates. São Paulo. Ed. Perspectiva. 1992. 3°ed.

LAKATOS, Eva & MARCONI, Marina. METODOLOGIA CIENTÍFICA. São Paulo. Editora Atlas. 2000.

LECHTE, John. 50 PENSADORES CONTEMPORÂNEOS ESSENCIAIS – do estruturalismo ao modernismo. 2° ed. Rio de Janeiro. Difel. 2002.

OLIVEIRA, Paulo de Salles (org.). METODOLOGIA DAS CIÊNCIAS HUMANAS. 2 ed. São Paulo. Hucitec/Unesp. 1998.

POPPER, Karl.  LA CONNAISSANCE OBJECTIVE. Paris. Champs/Flammarion. 1998. (original 1972). (existe em português).

QUIVY, Raymond e CAMPENHOUDT, Luc Van. MANUEL DE RECHERCHE EN SCIENCES SOCIALES. Paris. Dunod. 1988. (existe edição em português).

SANTOS, Boaventura de Sousa. A CRÍTICA DA RAZÃO INDOLENTE – contra o desperdício da experiência. Vol. 1. São Paulo. Cortez ed. 2001.