Mestrado Acadêmico

Ingresso

2021 | CHAMADA - EDITAL
2020 | - EDITAL

Calendário Acadêmico

Estrutura Curricular

O curso de Mestrado em Urbanismo tem duração de 24 meses. O primeiro ano do curso é destinado ao cumprimento dos créditos em disciplinas. Ao final do primeiro ano o aluno realiza o Exame de Qualificação que o habilita a desenvolver a dissertação de mestrado, no segundo ano do curso. O conjunto de disciplinas soma 360 horas/aula (24 créditos), em acordo com a regulamentação geral da pós-graduação da UFRJ.

As disciplinas obrigatórias são distribuídas da seguinte forma:

1° Semestre
Atelier I – 3 créditos
História e Teoria do Urbanismo – 2 créditos
Metodologia da Pesquisa – 2 créditos

2° Semestre
Seminário de Dissertação – 2 créditos
Teoria da Forma Urbana – 2 créditos

 

O bloco de disciplinas eletivas, bastante flexível, soma 13 créditos. As disciplinas eletivas são ofertadas alternadamente a cada semestre, abrindo um leque de opções onde o aluno pode construir sua escolaridade conforme sua área de interesse de pesquisa:

(1) Tópicos em Urbanismo (1 ou 2 cr) que contemplam as especificidades temáticas, a diversidade de conteúdos e as experiências de inovação.

(2) Seminários PROURB (1 cr) tem o objetivo de oferecer aos alunos o conhecimento da produção intelectual atual na área do urbanismo. Sua dinâmica consiste de palestras de docentes, pesquisadores e profissionais, internos ou externos ao Programa, nacionais ou estrangeiros. As palestras são abertas a alunos de Doutorado e de graduação.

(3) Estágio de docência (3 cr) que complementa a formação do aluno de pós-graduação candidato ao título de Doutor/Mestre. Consiste no exercício da prática docente na graduação, supervisionado pelo respectivo professor orientador.

O aluno poderá cursar até 1/3 dos créditos em disciplinas oferecidas em outros programas de pós-graduação reconhecidos pela CAPES – da UFRJ ou de outras IES. Poderá também aproveitar créditos em disciplinas cursadas antes do ingresso.

O Exame de Qualificação, feito após o cumprimento dos créditos, consiste na apresentação do Projeto de Dissertação e do Memorial sobre o aproveitamento nas disciplinas cursadas à uma Banca Examinadora formada por três docentes do Programa – e, em casos específicos, com a presença de um membro externo.

A apresentação e defesa da dissertação de mestrado é submetida à Banca de Dissertação composta de 3 docentes doutores, o orientador e pelo menos um membro externo ao Programa.

Disciplinas Obrigatórias

Ementa:

O Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado (PEDUI) da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, recentemente aprovado e hoje vigente, prevê dentre suas principais estratégias de planejamento o reforço de centralidades no sentido de que operem, conforme sua localização e funcionalidade, de forma mais congruente em relação ao Centro do Rio de Janeiro, principal e histórica centralidade. Apoia-se para isso em uma série de estudos e na proposição de novas métricas de modo a permitir a hierarquização das centralidades encontradas tendo como base sua dimensão morfológica e sua dimensão funcional. O Caderno Metropolitano 2 – “Centralidades” propõe o agrupamento das centralidades metropolitanas em: Centro do Rio de Janeiro; Botafogo; Tijuca; São Cristóvão; Barra da Tijuca; Centro Niterói; Campo Grande; Ramos/Olaria; Nova Iguaçu/ Duque de Caxias.

Bibliografia:
Disciplina não sendo oferecida no momento.
Professor:
Margareth da Silva Pereira
Professor:
Andréa de Lacerda Pessôa Borde
Disciplina não sendo oferecida no momento.
Professor:
Rodrigo Cury Paraizo
Ementa:

Elaboração de Projetos de Dissertação dos alunos do Curso de Mestrado. Definição teórico-metodológica dos projetos de pesquisa. Participação dos orientadores nas apresentações dos projetos. Preparação para o Exame de Qualificação.

Bibliografia:
Disciplina não sendo oferecida no momento.

Disciplinas Eletivas

Professor:
Claudio Rezende Ribeiro
Disciplina não sendo oferecida no momento.
Ementa:

O Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado (PEDUI) da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, recentemente aprovado e hoje vigente, prevê dentre suas principais estratégias de planejamento o reforço de centralidades no sentido de que operem, conforme sua localização e funcionalidade, de forma mais congruente em relação ao Centro do Rio de Janeiro, principal e histórica centralidade. Apoia-se para isso em uma série de estudos e na proposição de novas métricas de modo a permitir a hierarquização das centralidades encontradas tendo como base sua dimensão morfológica e sua dimensão funcional. O Caderno Metropolitano 2 – “Centralidades” propõe o agrupamento das centralidades metropolitanas em: Centro do Rio de Janeiro; Botafogo; Tijuca; São Cristóvão; Barra da Tijuca; Centro Niterói; Campo Grande; Ramos/Olaria; Nova Iguaçu/ Duque de Caxias.

Bibliografia:
Professor:
Victor Andrade
Ementa:

O objetivo da disciplina é relacionar a noção de mobilidade e a prática do projeto e planejamento urbano no contexto dos desafios ambientais e sociais da cidade contemporânea. Esta relação se dará através da reflexão sobre tendências e problemáticas referentes à mobilidade na cidade contemporânea no contexto nacional e internacional. Serão apresentados e debatidos projetos e tecnologias que buscam caminhos para uma mobilidade urbana mais sustentável.

Bibliografia:
Disciplina não sendo oferecida no momento.
Professor:
Andres Martin Passaro
Disciplina não sendo oferecida no momento.
Professor:
Sergio Moraes Rego Fagerlande
Disciplina não sendo oferecida no momento.