pesquisa



Doze décadas de favela: a recriação da paisagem urbana da cidade do Rio de Janeiro a partir do processo de produção e reprodução dos espaços populares (1890-2010)

Coordenador
Cristovão Fernandes Duarte

O presente projeto de pesquisa pretende construir uma compreensão mais abrangente acerca da natureza do fenômeno de favelização da cidade do Rio de Janeiro, através da análise urbanística das relações estabelecidas entre o processo de gênese, expansão e consolidação das favelas cariocas e as configurações espaciais assumidas pela forma urbana da cidade, ao longo de 120 anos. A hipótese teórica assumida neste trabalho afirma a impossibilidade de se tentar compreender ou mesmo descrever a paisagem urbana da cidade do Rio de Janeiro sem levar em conta o processo de crescimento e consolidação das favelas cariocas. De subprodutos dos processos de segregação sócio-espaciais, construídas como estratégias de resistência e sobrevivência dos excluídos na cidade, as favelas passaram à condição de atores urbanos, interferindo e participando no processo de constituição da paisagem urbana. Reciprocamente não pode apresentar a história das favelas cariocas sem contextualizá-la no processo mais geral vivido pela cidade. Deste modo, a aposta central desta pesquisa consiste na proposição de uma leitura cruzada entre fenômeno da favelização e o processo de evolução urbana da cidade do Rio de Janeiro, que permita, através da elaboração de mapas temáticos e mapas-síntese, a análise de seus rebatimentos espaciais sobre a forma urbana do território produzido. O material a ser produzido nesta pesquisa configura uma contribuição ainda inédita para o entendimento do processo de crescimento e consolidação das favelas cariocas. Relacionar as várias etapas deste processo com os agenciamentos político-institucionais e econômicos verificados historicamente na cidade nos permitirá compreender as favelas, não como corpos estranhos apartados da cidade formal, mas como produtos e produtores do processo maior de configuração da paisagem urbana carioca. Espera-se, portanto, que a pesquisa ora proposta venha suprir uma lacuna importante nos estudos sobre o fenômeno de favelização da cidade do Rio.